lirikcinta.com
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

lirik lagu 1 doce amor – auge

Loading...

[verso 1: capicua]
alguns ingredientes de aroma delicado
glicerina e amor, em ponto de rebuçado
cuidado na proporção, intensidade no empenho
alimentar o coração, difícil desempenho
a alma o conteúdo, o corpo o recipiente
na dosagem do afeto nada é suficiente
cozinhar, em lume brando para o caldo não entornar
petiscando lentamente para o desejo estimular
dar e receber apoio, sinceridade q.b
bota fermento na mistura, pode ser que dê
a gente já vê, não me perguntes porquê
pois cada um tem o segredo da receita em que crê
como açúcar e canela, queijo com marmelada
a chave do equilíbrio é uma fusão inesperada
é a surpresa do encontro para o qual nunca estamos pr*ntos tontos em suspiros, adocicados em sonhos

[verso 2: auge]
que estalam como quando bate o aroma
de quem água na boca provoca
secura acaba nessa hora
a espera pela prova, demora sempre tempo a mais
sou guloso, ansioso por pôr o dedo no tacho
reajo, ao despertar dos sentidos, temperos sortidos
quando medidos e bem pesados, são divinos pecados
repetidos, o que não mata engorda
o travo e o sabor, no vapor de um banho, sentir o calor
com ardor, queima*se as proteínas ditas carnais
é uma “pitada por trás” de sinais sadio vitais
saudáveis tais como tudo, desde que com equilíbrio
excluo regimes em duo, o mútuo desejo é o lume
não à mesa, mas no fogão
intrusão na concepção
essas são as artes em partes de uma boa refeição
conclusão, sou masculino em mira do doce do mimo
não azedo, cedo sem medo ao amor como destino

[refrão: auge & capicua]
é um doce de amor
sabe a paixão, sedução
um toque de afeição tempera a relação
é um doce de amor
pede atenção, ligação
envolve a emoção, dá brilho à perdição
é um doce de amor
tem fascinação e a questão
é conservar a conexão, refresca a ação
a cereja no topo de bolo e um beijo certeiro
o verdadeiro apaixonado é o melhor cozinheiro

[verso 3: capicua]
iguarias para a alma numa vida agridoce
sairias enfadado, se complicado não fosse
há que lambuzar os dedos, provar todos os enredos
sem medos por não sabermos se é demasiado cedo
para desenformar o bolo, será que sou tolo
por querer uma fatia e derreter*me no seu molho
irresistível o pecado com milhões de calorias
saborear amor, todos os dias
cobertura açucarada, não pode esconder defeitos
com respeito, é só abrir o peito e assumir o imperfeito
como claras em castelo, não tombam ao virar
a consistência é a resistência para não se esmigalhar
entrar na gulodice, o apetite já disse
nunca pode ser tolice, sem amor o mundo é triste

[verso 4: auge]
sem amor vira insosso, torna*se amargo o que é doce
apaga*se a chama, foi*se
fervor cessou e queimou*se
ressentiu*se do excesso de pressão e passou a saber
a poção sem poder que recusas beber
a surpresa, é o segredo da receita que cativa
delicia incentiva, capta e agrada papilas
senti*las deleitadas, agradadas
saciadas, ligadas
viciadas na várias áreas
que como dádivas dás
alimento que sacia o centro que já ao tempo jazia
provento provindo dependente de ti
a energia é vital para a tensão não quebrar
deixar apurar até ao ponto que conto chegar
gentilmente envolvendo o preparo com calma
dá*me a almejada chance de cozinhar para a tua alma
o necessário, a sério falo
no paladar um regalo sentias
um doce de amor
portador de benignas calorias

[sample]

[refrão: auge & capicua]
sabe a paixão, sedução
um toque de afeição tempera a relação
pede atenção, ligação
envolve a emoção, dá brilho à perdição
tem fascinação e a questão
é conservar a conexão, refresca a ação
a cereja no topo de bolo e um beijo certeiro
o verdadeiro apaixonado é o melhor cozinheiro

[bridge: auge]
isso não é somente um posto
avante não vais se imposto
seduz, prova e sente o gosto
conquista e esquece o encosto
isso não é somente um posto
avante não vais se imposto
seduz, prova e sente o gosto
conquista e esquece o encosto
isso não é somente um posto
avante não vais se imposto
seduz, prova e sente o gosto
conquista e esquece o encosto
isso não é somente um posto
avante não vais se imposto
seduz, prova e sente o gosto
doce

[refrão: auge & capicua]
sabe a paixão, sedução
um toque de afeição tempera a relação
pede atenção, ligação
envolve a emoção, dá brilho à perdição
tem fascinação e a questão
é conservar a conexão, refresca a ação
a cereja no topo de bolo e um beijo certeiro
o verdadeiro apaixonado é o melhor cozinheiro