lirikcinta.com
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

lirik lagu conselhos por segundos – nerve

Loading...

[verso 1: nerve]

eu sabia…
eu sabia..
eu sabia, mesmo depois de tanta terapia
que o resultado tinha de ser mentira
e este é o primeiro dia
depois do final previsto do meu tempo de vida
devo ter uma pré-disposição para quebrar expectativas
a minha rotina
parece uma tentativa construtiva para impressionar a família
e surpreendê-la com magia
“eu já não te reconheço”
eu também não, é óbvio
tenho de parar de mentir sobre mim próprio a mim próprio
a minha rotina
parece uma tentativa destrutiva para impressionar a família
e desiludi-la no mesmo dia
não sei se devia ter voltado
ao casino naquele estado
só sei que o chão era duro e este era o meu melhor casaco
não acredito nem um bocado que volte a entrar em festas privadas
sem convite e embriagado a vomitar para fatos e gravatas
agora triste estou sentado a ressacar nas escadas da entrada
porque é que estão todos a olhar para mim
tenho alguma coisa na cara?
esta falha não é de agora
ainda me lembro de quando era puto
não pensava no futuro
sabia tudo
e amava o mundo
‘nunca fales com estranhos’
eu não falo, está prometido
ei, hoje sou estranho e ninguém quer falar comigo

[refrão: nerve e viruz]
venham, é barato
conselhos por segundo
quem está disposto a dar mais tempo a este vagabundo?
vou dar tudo por tudo por um futuro no mercado
vendo conselhos por segundo, conselhos por segundo

venham, é barato
conselhos por segundo
quem está disposto a dar mais tempo a este vagabundo?
vou dar tudo por tudo por um futuro no mercado
vendo conselhos por segundo, conselhos por segundo

[verso 2: nerve]
a minha consciência perdeu a paciência
saltou do parapeito
e deixou-me com o repetidor automático de “eu avisei-te”
eu sei princesa, eu compenso-te
mas antes só tenho de me lembrar onde pus a minha máquina do tempo
para salvar a minha própria integridade psicológica
numa viagem cronológica e alterar o rumo da história
até antes do casino
antes do fundo, antes de tudo
conversar e aconselhar-me a mim próprio quando era miúdo
“quem és tu?”
tanta ingenuidade, adivinha a identidade
“uh, o anjo da guarda?”
errado!
“ei, para que é que foi a chapada?”
quem sou eu? eu sou a casa suja, a conta sem saldo
sou falhado, sou o teu futuro se não ouvires calado
“mas…”
sem perguntas, vivo com facas, borbuletas e agulhas
plantas murchas
sem água c-n-lizada e a casa às escuras
prometi que ia espancar o culpado da minha desgraça
e essa é a razão destas cicatrizes na minha cara

[refrão: nerve e viruz ]
venham, é barato
conselhos por segundo
quem está disposto a dar mais tempo a este vagabundo?
vou dar tudo por tudo por um futuro no mercado
vendo conselhos por segundo, conselhos por segundo

venham, é barato
conselhos por segundo
quem está disposto a dar mais tempo a este vagabundo?
vou dar tudo por tudo por um futuro no mercado
vendo conselhos por segundo, conselhos por segundo

[verso 3: nerve]
conselhos por segundo
no final apresento-te a conta
ser do contra não é defeito, é feitio
ignora quem to aponta
vive na descontra mas não deixes que te pisem
reinventa-te, não sejas previsível, esquece o que te dizem
respeita a namorada quando tiveres uma
nunca duas ao mesmo tempo
se dás tiros às escuras, aprende a pedir desculpa
nunca te deixes cegar pelo consumismo impragnado na sociedade
nem te deixes tentar pelo poder da publicidade
eles
fazem-te pensar que aquele idiota musculado
só com um comprimido mágico se safou da obesidade
eles
deixam-te a pensar durante horas desconfiado
em cima da balança à espera que também te aconteça um milagre
eles
fazem-te exigir um ‘cientificamente provado’
mas quem é que confia na ciência quando vemos animais naquele estado
eles
fazem-te pensar que a revolução vai p-ssar na televisão por cabo
só para te aumentarem a mensalidade
eu
sou quase a prova viva de que quem confia em tentativa e erro
não continua a ser uma prova viva por muito tempo
então tento ajudar-te
porque não percebo os oráculos
quê prevêem o futuro mas não fazem nada para melhorá-lo
conselhos por segundo

[voz off]
“só uma palavra ainda mais pessoal
nada na vida é grátis”